Meu problema com Nemo - YabloG!

Meu problema com Nemo

março 28th, 2005 | Por Fábio Yabu em Resenhas

Após assistir novamente “Procurando Nemo”, finalmente descobri o que me incomoda no filme e o que na minha opinião o faz infinitamente menor que “Os Incríveis”.

Em “Procurando Nemo”, a história é totalmente linear, sem altos e baixos, sem nuances, sem tons nas emoções e evoluções dos personagens. É uma história excessivamente segura, na qual você pode tranquilamente dormir na metade e acordar no final sem ter aquela sensação de que perdeu alguma coisa. O filme é quase uma colagem de situações improváveis acontecendo com os personagens, que acabam se solucionando rapidamente mas não adicionam nada nem a eles, nem à história.

Mas a grande falha está nos personagens. Nemo, o personagem principal, é um deficiente físico. Mas a sua “nadadeira da sorte” não lhe traz nenhum tipo de desafio, ou seja, o roteiro não ousa, a nadadeira está lá por estar, não faz diferença. As crianças não o maltratam nem o discriminam por ele ser diferente. Isso seria ideal num mundo ideal, mas é só dar uma olhada nos comentários desse blog para ver que o mundo está longe de tal condição.

Além de tudo, Nemo é muito linear em suas emoções, o máximo que o roteiro extrai dele é um “eu te odeio” despropositado, forçado e perdido no meio da história. Não dá pra “acreditar” que ele existe, seus defeitos são fabricados e pasteurizados como simples detalhes de sua personalidade. Basta comparar com o Flecha, dos Incríveis, esse sim, um garoto crível, metido, chatinho e apaixonante. Com o perdão do trocadilho, Flecha dá um banho no Nemo.

Já o Marlin, o pai no Nemo, é outro personagem muito fraco, passivo, que não evolui durante a história. Pensa bem, para alguém que passa um filme inteiro tentando salvar o filho, esperava-se um pouco mais de carisma, não? Mas ninguém lembra do Marlin ao pensar em “Procurando Nemo”. Para mim, isso já serve para invalidar a história toda. Tudo bem, ele aprende a ouvir o filho mas… só. Ele não ensina e não mostra nada para o público, como o Sr. Incrível, que tem um milhão de defeitos, é vaidoso, apegado e mente para a mulher.

Mas é claro, eu não deixo de tirar o meu chapéu para a impressionante qualidade gráfica do Nemo. Plasticamente ele é sublime, mas só. Os Incríveis consegue ser tão belo quanto e ainda trazer uma história e personagens (In)críveis (como eu odeio trocadilhos…).

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 Both comments and pings are currently closed.

5 Comentários

  • Felipe Sali says:

    Parece que eu fui o unico que concordou com vc :O

  • Jorge says:

    Na boa, esta procurando um roteiro de cinema iraquiano em um desenho da disney/pixar? O desenho para crianas! No para marmanjos que caam defeitos em desenhos para crianas! Nessa vc j pode esquecer desse negcio de achar complexidade e “realidade”, j que a sua busca acabaria no fato de peixes falarem nesta animao.

    Vai me falar que o Marlin no evolui? Ele teme o oceano, devido ao seu trauma (assistiu o comeo do filme?) e acredita que seu filho no pode se expor a esse oceano, mas quando seu filho esta exposto ao perigo, ele faz tudo o que possvel, munido apenas de sorte e vontade de encontrar o filho. No final ele passa a confiar nos outros (no apenas em Nemo, mas em Dori tambm), aprende com seus erros e se torna um peixe melhor, bem-humorado, que tem coragem de se aventurar e deixar que seu filho faa o mesmo!

    Sobre os defeitos, lembre que para Marlin, nemo a nica coisa que ele tem (o que sobrou de seu sonho de famlia) e o que mais deseja proteger, de forma exagerada, tentando impedir que o filho viva como os outros peixes, o quer do seu lado, seguro, e ele acredita que a nadadeira defeituosa do filho o coloca em desvantagem diante dos perigos.
    O defeito de Nemo seu pai, que o limita! Tanto que ele mesmo acredita ser incapaz de nadar com habilidade. De resto, quer o que? (Ele muito jovem para ser tao complexo quanto vc gostaria! Ele no viveu o que o pai viveu, no teve a grande perda inicial do enredo, no exija drama aonde no h necessidade.)

    Por isso ele odeia o pai em um momento de desafio! Ele pode ver o mundo que os outros curtem, e seu pai o impedindo de fazer o mesmo. Entendeu porque ele acredita odiar o pai naquele momento? Mas se vc achou mesmo que o “eu te odeio” foi sem sentido, volte a assistir chaves, qualquer outra coisa muito complexa para sua compreenso!

    Ah, s uma coisa, Nemo 500 vezes mais emocional do que os Incrveis! O garoto sim irritante, mas igual a todos os outros garotos, a irm tmida, igual a muitas pessoas da idade dela. O pai almeja voltar aos velhos tempos, e que cara de meia idade no relembra seus tempos de juventude e no desejam reviver essa poca? Tudo to normal, no mesmo? A sua anlise igual a de um cara viciado em novela mexicada, se foge aos padres, no serve!

    Espero que nos ltimos 3 anos vc tenha melhorado, porque vomitar uma pseudo-critica dessas e fazer piada com uma frase de fico, que serviu s para mostrar a sua soberba em acreditar que vc diferente dos outros humanos, que melhor… Boa sorte criptoniano!

  • Fbio Yabu says:

    “They can be good people, Kal-El. They wish to be. They only lack the light to show the way…”
    (Jor-El) ;)

  • Cilon says:

    Sabe Fabio, esse tipo de coisa que me faz perder a f na raa humana… espero que as baratas faam um trabalho melhor na administrao do planeta…

  • Ira says:

    Primeiramente…como que uma pessoa perde o seu tempo falando mal de um filme extraordinario como “Procurandoo Nemo”?comooo pode?e querer comparar com os incriveisss?ahhhhhhhhhhhhhhh!cada filme tem o seu objetivooo!e aconselhooo a vc de dormi no filme sim!ou melhorr nem ver, porque alguem que coloca tantas falhas em um filme como esse melhor deixar nas pratileirass da locadoraa!Ahhh! e detalhe…voc dormiu vendoo o filme mesmo ne?por issooo do comentarioo ne?assista d novoo o filme e da proxima vez preste mais atenoo!ok? boa sorteee!



  • Twitter
  • Facebook
  • YouTube