O Clã das Adagas Voadoras - YabloG!

O Clã das Adagas Voadoras

abril 12th, 2005 | Por Fábio Yabu em Resenhas

Fiquei embriagado, desnorteado, apaixonado por “O Clã das Adagas Voadoras”, de Zhang Yimou, que também nos presenteou com o fantástico “Herói”.

Tudo o que você tem que fazer é entrar na sala, sentar e se deixar levar por um dos filmes mais bonitos dos últimos anos.

Interessante notar como o oriente e ocidente estão se fundindo, principalmente com obras como o Clã. Já faz muitos anos que as pessoas e o cinema flertam com o oriente, desde os filmes de Kurosawa, passando pela importância do Dalai-Lama, o fetiche pelo budismo, as terapias alternativas, o advento de “Matrix” e a bizarrice juvenil disseminada pelos mangás e animes.

Já no Clã, vi exatamente o contrário. Não que o filme tenha devolvido o troco com a bizarrice “ocidental”, como os school shooters americanos, o consumo desenfreado e a fascinação pela vida alheia em reality shows. O que realmente chama a atenção no filme é o jeito com o qual é tratado o Amor entre homem e mulher, tema que nunca teve grande relevância no oriente. Triângulos amorosos então, nem se fala. Ou você se lembra de algum Romeu e Julieta de olhos puxados?

Aquele quê de Shakespeare que senti vendo “Herói” se tornou escancarado assistindo o Clã. Amor, paixão, tragédia, traição, está tudo lá, não do jeito chato e clichê que estamos acostumados a ver, mas de um jeito novo, carregado de valores um tanto quanto desconhecidos desse lado do globo como honra (no sentido literal da palavra, não aquele proferido pelos Thundercats) e lealdade (idem).

Pra completar, uma direção fantástica, coreografias soberbas e uma fotografia que só perde para “Herói”.

“Wow” é a palavra ocidental para definir “O Clã das Adagas Voadoras”. Será que significa alguma coisa em chinês? =P

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 Both comments and pings are currently closed.

2 Comentários



  • Twitter
  • Facebook
  • YouTube