Chicken Little - YabloG!

Chicken Little

novembro 18th, 2005 | Por Fábio Yabu em Resenhas

Acho que as pessoas andaram pegando muito no pé do pobre do Chicken Little. Assisti ao filme esse final de semana, meio à contragosto, mas tudo pelas crianças.

Olha, não achei ruim, não. Tudo bem que a minha expectativa já não era daquelas, mas confesso que não entendi a enorme onda de críticas ranzinzas que o filme recebeu, e que de forma alguma se refletiram nas bilheterias. As crianças estão sim, gostando do filme, que superou as expectativas mais otimistas em relação a público e faturamento.

Talvez seja aquele hábito esquisito e mórbido que leva as pessoas a sorrir com a queda de golias como a Disney, ainda mais quando os davis em questão são jovens e queridos como a Pixar.

A principal crítica que o filme recebeu é que sem a Pixar, ele é “apenas” um tradicional filme da Disney. Ora, mas isso não é óbvio? A Pixar é uma coisa, a Disney é outra completamente diferente. São e sempre foram estruturas separadas, como é deixado claro em todo começo de filme com “Disney apresenta um filme da Pixar Animation Studios…”. Uma se preocupa em criar e realizar os filmes, a outra em vendê-los e transformá-los em todo tipo de objeto de consumo irracional. Simples assim.

Os filmes da Pixar são realmente mais ousados, mas não se engane, essa “ousadia” é tão milimetricamente traçada quanto o “tradicionalismo” da Disney. São empresas com propostas diferentes, mas destinadas ao mesmo público: famílias brancas com dinheiro para ir ao cinema e comprar DVDs e brinquedos. Acredite, quem quer que esteja fora desse público não interessa a nenhum dos dois estúdios. Me incomoda a percepção e até a torcida contra a Disney em favor da Pixar, dando a impressão de que se trata de uma luta de mocinho e bandido quando as duas são essencialmente farinha do mesmo saco.

Sobre o filme? Ah. É Disney, ué. Família. Músicas. Roteirinho básico, bonitinho, quadradinho, inofensivo. Daqui a 5 anos ninguém vai se lembrar, destino que fatalmente recairá também sobre Procurando Nemo.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 Both comments and pings are currently closed.

  • Twitter
  • Facebook
  • YouTube