O juramento do Lanterna Verde - YabloG!

O juramento do Lanterna Verde

agosto 13th, 2008 | Por Fábio Yabu em Sem categoria

Green Lantern\'s Oath

Uma coisa que sempre me incomodou nos gibis brasileiros é algo que pouca gente reclama: a tradução. Os mangás então, nem se fala. Apenas um ou outro se salva. Na minha modesta opinião, traduções devem ser feitas por escritores, e não simplesmente, tradutores.

Enfim, não vou ficar aqui apontando as falhas alheias, até porque não tenho acompanhado quase nada que sai por aqui. Mas uma coisa que sempre me incomodou muito foi a tradução sem pé nem cabeça do juramento do meu herói favorito, o Lanterna Verde. A versão mais conhecida em língua inglesa, pra quem não conhece, é:

In brightest day
In blackest night
No evil shall escape my sight
Let those who worship evil’s might
Beware my power, Green Lantern’s Light

Em vídeo também é muito estáile:

Segundo a Wikipedia, a primeira versão do juramento em português foi publicada na revista Superamigos e vinha como:

“No dia mais claro
Na noite mais densa
O mal sucumbirá
Ante a minha presença

Da lanterna vem
o dom da paz
Para disseminar a luz
Que a justiça traz

Quem quer o mal
tudo perde
Ante ao poder
do Lanterna Verde”

Logo, o juramento foi condensado na seguinte forma, que foi a primeira que conheci, aos 9 ou 10 anos de idade:

No dia mais claro
Na noite mais densa
O mal sucumbirá ante à minha presença
Quem comete a maldade tudo perde
Frente aos poderes do Lanterna Verde

Noite mais densa?? Desde quando noite é “densa”? A palavra ainda perde a conotação das cores trazida na versão original, que opõe “brightest” a “blackest”, elementos que sempre foram utilizados nas histórias do personagem. “A noite mais negra” (Blackest Night) é o nome da próxima saga, onde aparecerão os Lanternas usando anéis “negros” – e não “densos”.

Só recentemente eu percebi que “tudo perde” deveria rimar com “Lanterna Verde”. Eu também não me lembro de ter visto o verbo “sucumbirá” em nenhum outro lugar. Soa muito mal, formal demais, né? Mas, como essa foi a primeira versão do juramento que conheci, até dou um desconto.

Recentemente, a Panini trouxe uma nova versão, talvez por algum conflito de direitos autorais com a Abril:

No dia mais claro
Na noite mais densa
Nenhum mal escapará ao meu olhar
Todo aquele que venera o mal há de penar
Quando o poder do Lanterna Verde enfrentar

Eu acho essa um pouco melhor, mas o “densa” continua me incomodando. “Há de penar” também acho bem feinho, parece “depenar”. Já vi o Lanterna Verde esmurrando seus inimigos com luvas de boxe e gatinhos gigantes, mas nunca o vi depenando ninguém.

Se adaptar as palavras para formar as rimas não parece uma boa solução, traduzir ao pé da letra também não é lá muito inteligente, como pudemos ver na versão do desenho da Liga da Justiça:

“No dia mais claro
Na noite mais escura
Nenhum mal escapará à minha visão

E aqueles que cultuam o mal
Temam o meu poder
A luz do Lanterna Verde!”

Traduzindo ao pé da letra, as rimas vão pra cucuia.

Enfim, foram anos à espera de uma tradução que capturasse a essência do juramento original, criado em por Alfred Bester nos anos de 1940. Como acho que não vai rolar, resolvi fazer a minha própria versão. Que é claro, não tem a menor intenção de substituir o juramento em mídia alguma, mas acho que foi um exercício legal de rima e métrica – algo bem importante para mim, já que devo lançar um novo livro de poesia em breve.

Criei uma tradução quase ao pé da letra, só que mais fiel ao original, respeitando sua métrica e rimas (ABBBB):

Na mais clara manhã
No mais escuro anoitecer
Nenhum mal escapará ao meu dever
O seguidor do mal deve temer
O Lanterna Verde e seu poder

E aí, o que você acha?

(Eu sei, esse foi o post mais nerd de todos os tempos. Mas eu PRECISAVA escrever isso, entende???)

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 Both comments and pings are currently closed.

43 Comentários

  • CHRIS says:

    NO DIA MAIS CLARO
    NA NOITE MAIS DENSA
    O MAL SUCUMBIRA
    ANTE A MINHA PRESENA

    TODO AQUELE QUE VENERA O O MAL
    A DE PENAR QUANDO A UMA
    LANTERNA VERDE
    TIVER QUE ENFRENTAR

  • Heitor Godau says:

    Fala Yabu, te acompanho desde os Combo Rangers bolinha de 9 anos (eles tinham uns 9 anos n?).

    At gostei da sua traduo, e partindo dela eu fiz esse, achei mais musical (tal qual a original em ingls):

    Na mais clara manh
    No mais escuro anoitecer
    Nenhum mal escapar ao meu dever
    Aqueles que seguem o mal devem temer
    A luz do Lanterna Verde e seu poder!

    Mas no final eu gosto bastante da verso “Liga da Justia”, mesmo sem rima. Acho que fica to imponente quanto a original. =]

    Abraos!!

  • mspower says:

    Caro Yabu,
    Gostei de sua traduo e parabns por se dispor a faz-la. Contudo, acho suas rimas um pouco chatas. Tambm conheo a traduo de que Armaquis lembrou e acho a melhor (acho que ainda a vi numa edio da abril, l por 2001, talvez).
    Valeu!
    PS: “noite mais densa” eu acho legal pra caramba!

  • Aaaaaahhh… Ficou foda cara! xD Eu tb fico prestando ateno nessas coisas, mas realmente sinistro conseguir traduzir rimas, mas o seu lema ficou timo cara!

    Tava agora ouvindo o nerdcast do Lanterna, tu devia ter dito o seu pow! rsrs!! x )

  • luis says:

    poxa…a unica coisa que ninguem reparou…..eh que o primeiro juramente foi escrito em 1940 e a traduao (naum sei), deve ter saido nao muito tempo depois disso….
    E olhando por esse lado, eh bem valido a forma como foi escrito a traduao do juramento….
    eu gosto pra caramba….mas o seu tambem ficou manero kra ^^

  • Armaquis says:

    Quem trabalha dia e noite trabalha 24 horas direto, mas quem trabalha apenas “na mais clara manh” e “no mais escuro anoitecer”, descansa de tarde e de madrugada, alm disso rimar verbo com verbo no infinitivo (anoitecer, dever, temer, poder) uma forma muito fcil de fazer rima, por tudo isso sua verso no me agradou, alis no conheo verso melhor do que aquela que eu conheo como a original:

    No dia mais claro
    Na noite mais densa
    O mal sucumbir
    Ante a minha presena

    Quem quer o mal
    Tudo perde
    Ante ao poder
    do Lanterna Verde

  • Elisabete says:

    Sua versao ficou linda

  • eduardo says:

    Tinha que dizer isso.: gostei mais da sua verso cara.
    O mundo precisa de poetas bem como de laternas verdes. Seria Obama um deles?
    abrax

  • Rodrigo Garrit says:

    Tambm me incomoda muito a traduo do juramento. Sua verso ficou mesmo bem melhor. Voc deveria mandar pra Panini….

  • Darth Igor says:

    T de parabns Yabu, muito bom o post, adorei.
    Tambm sou fanzao do Lanterna Verde e realmente um dos personagens mais legais do UDC.

    Sua verso do juramento dos Lanterna ficou muito bom, posso usar em um conto meu?

    Vou escrever o prximo arco do Lanterna Verde no site http://www.HYPERFAN.com.br e tava pensando qual verso do juramento usar e o seu ficou muito bom!

    Abrao!

  • Anderson says:

    [Comment ID #186322 Will Be Quoted Here]

    Puz, pode crer. Uma coisa que eu odeio no desenho fodstico da Liga da Justia, que o Stewart NO presta pra ser LV, ele t l s pela cota mesmo. O cara no faz nada alm de soltar raios verdes ou bolhas verdes. Cad a criatividade? E quando sai dessa rotina, so com coisas pra l de tosqussimas. Exemplo? No final da 1 temporada, na invaso Thanagariana, na luta contra o Gavio l, esqueci o nome dele, o Stewart cria um machadinho minsculo, ridculo demais. Fala srio, o LV mais mal aproveitado que j vi.

  • Juninho says:

    [Comment ID #187663 Will Be Quoted Here]

    Falou td! tima idia! Tenta essa ae Yaba!

  • Pingback: BlogeZ » Arquivo do BlogeZ » Problemas em traduo.

  • Douglas says:

    Agora, tente traduzir a msica de abertura de The Big Bang Theory mantendo as rimas e o ritmo!

  • Taty Radioatividade says:

    Venha para o Rio de Janeiro, lanterna verde e seus fans te aguardam.

  • Minha esposa tradutora e creio que todo tradutor , antes de mais nada, um escritor. Infelizmente nem sempre so bons escritores e nem sempre as editoras contratam bons tradutores ;-)

    Em poemas, como j disseram l em cima, o certo manter rimas, mtricas e outros jogos… Acho uma loucura traduzir poemas e admiro quem faz….

    Pessoalmente eu mandaria as regras s favas e traduziria assim:

    No dia mais luminoso
    Na noite mais negra
    Nenhum mal lograr minha vigilncia
    Aqueles que cultuam o mal temam
    Meu poder, a luz da Lanterna Verde

    Mas no sou tradutor :)

  • Hum… Realmente, traduo causa bastante discusses…
    Mas, a sua verso ficou boazonaa :D
    Nem tenho muito o que falar, porque no acompanho muito as histrias do Lanterna =\
    Enfim, isso a! ;D

  • No vejo problema com ‘densa’, e no gostei da verso do Yabu. J disseram isso, mas eu PRECISAVA, entende?

  • vinicius says:

    achei a sua traducao muito boa yabu… mesmo o povo falando ai da metrica acho q passa facil….

    parece q a panini vai lancar um novo juramento na vindoura revista do lanterna verde prevista pra lancamento mes que vem justamente com a saga do sinestro corps war (guerra dos aneis…. bleh)

    NO DIA MAIS CLARO, NA NOITE MAIS ESCURA
    DE MINHA MIRA NO ESCAPAR VIL CRIATURA
    TODO AQUELE QUE DO MAL FAZ SUA CULTURA
    CONTEMPLAI DO LANTERNA VERDE A LUZ PURA

  • [Comment ID #186176 Will Be Quoted Here]

    na verdade, o litmo verso tem 8 slabas (na verso do yabu). d pra juntar o “verde e”, ficando “ver/de e/”
    =)

    mas eu achei bacana a verso do yabu. um pouco mais de trabalho e pssvel arrumar essa mtrica.

  • Wallace says:

    Cada versa tem uma parte boa, difcil chegar a uma verso definitiva… :/
    MAs gostei da sua!

  • Dr. Mandinga says:

    Sua traduo uma droga e voc um idiota.

  • mariane says:

    mto nerd o post, mas esses so os melhores ; )

  • Filipe says:

    Que pssimo esse livro copiando suja e porcamente Lost Girls….
    Assim, lembro quando era muleque que jurei a bandeira do Brasil… no lembro o juramento que fiz, lembro que tinha algo como morrer pelo pas, mas o juramento do lanterna, de difcil traduo mesmo (a raz da palavra traduo, a mesma da palavra traio) e como vrias pessoas j disseram, “noite densa, uma noite que de to escura, se pode tocar…”, mas bom sempre repensar um texto da dcada de 40 ao invs de engess-lo, afinal a tropa dos lanternas cobre quase todo o universo, imagina os tipos de traduo que no rolam em outros planetas, inda mais sistemas bi-solares, onde nunca fica de noite……
    abrao

  • Bom, voltando aqui, aps o meu comentrio a em cima sa a procura de Vange Leonel e descobri que ela uma celebridade cult do universo lsbico, tem blog, msicas e autora de livros como esse: http://tinyurl.com/5p2opl

    E tudo comeou com uma discusso sobre o juramento do Lanterna Verde… amo internet.

    Fortuna!

  • No sei nada de Lanterna Verde, mas gostei da discusso, de qualquer forma vim aqui pois esse papo de noite densa, noite escura, me lembro o “hit” Calada noite preta da conhecidssima cantora (isso foi sarcasmo) Vange Leonel.

    Bom… s isso… o.0

  • Rafa says:

    Realmente foi a que mais se aproximou da essncia do personagem! Esse negcio de “noite densa” s fica bom em poemas antigos, com um sentimento de pesar e lamrias exacerbado. No caso do nosso heri favorito simplesmente no cola. A traduo zuada sempre me incomodou. Parabns Yabu! Mandou muito bem =D

  • Eu acho s que no final, o “light” no necessariamente tem a ver com o poder do anel… eu achava bacana pensar que era luz no sentido de presena e a perde muito traduzindo como “poder”. Mas s eu acho isso hehehehe, ficou bacana a verso, afinal.

  • Kasmanas.. G says:

    ahahaha eu ia dizer o mesmo! de ‘densa’ ser bem potico e tal.

    no entendo nada de Lanterna Verde. hmph

  • Jo says:

    No vejo problema algum em noite densa ( bem comum como j afirmaram antes), mas a idia de usar o anoitecer foi interessante. Deve-se lembrar que o lema foi mudado pra Darkest durante a srie Lanterna Verde e Arqueiro Verde e, embora em portugus no traga essa idia, o lanterna repensou o tom racista que o juramento poderia ter. Ento, acho que eu acabaria usando “o mais denso anoitecer” numa segunda verso do seu juramento, por mais que voc no goste do termo :D

    Acho a verso da Panini bem razovel tambm.

  • Eduardo says:

    Putz nao vejo nenhum problema em Noite densa… sinceramente, acho super normal e bem potico.

    Prefiro a segunda verso, a tua no gostei no XD

  • Juninho says:

    Yabu, tu curte o Lanterna Verde!? Kara, juro que no sabia…!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!

  • Fbio Yabu says:

    [Comment ID #186313 Will Be Quoted Here]

    Sim… mas confesso que t com medo!! Se for pra fazer um filme em que o anel s solta raio e bolha verde, melhor no fazer. Se for pra fazer o anel soltando luva de box pode parecer meio idiota. Ento… :P

  • VAMPIRA says:

    Estou com o mesmo problema que voc. Esse seu “mais” na poesia est realmente me incomodando…

    Soube que vai ter o filme dele?

  • digs says:

    Achei ruim! Ainda prefiro a segunda verso. Mtrica no tudo em uma poesia e a segunda verso tem mais alma. A sua ficou meio… matemtica e sem graa.

    Ah, e tradutor um segundo autor, por isso que o nome dele vai no frontispcio do livro.

  • Paul says:

    Sheldon, sai desse corpo japa que ele no te pertence!

  • Rafael Seiji says:

    Curti mais a sua! Essa coisa de “denso”, “sucumbir”, “disseminar”, acho muito ahn…. zuado.

    Sem dvidas a traduo deixa a desejar em qualquer mdia. Mas por fim acho que muito l do ponto de vista de cada um. Um tradutor pode achar que com tais palavras fica melhor para os leitores entender, o que para mim, poderia ser totalmente horrvel.

    S sei que no lembro mais nada disso de 4-8-15-16… :D rs

  • Fenyang says:

    Eu acho denso excelente. Faz uma relao muito boa com a verso que inclui dark no lugar de black.
    Vc tem razo, se for olhar pra black pensando nas cores e tal.
    Mas dark faz contra-ponto com light, algo tipo, “o lanterna consegue iluminar o caminho”. Dark pode significar escuro ou sombria ( Guilherme Briggs que o diga). E denso, como escrito, pode significar uma noite muito escura e ao mesmo tempo sombria. Algo tipo, o clima est denso…
    Enfim, gostei muito da sua verso tambm. Apenas a noite densa que eu continuo gostando pacas, o resto, pode mudar =)

  • Lanterna Verde sempre foi meu heri favorito tambm.
    O primeiro juramento que li, e o que ficou na minha mente foi:
    “No dia mais claro,
    Na noite mais densa,
    O mal sucumbir na minha presena.
    O seguidor do mal tudo perde,
    Ante o poder do Lanterna Verde!”.
    E eu adoro isso! Muitas vezes, aleatriamente eu repito isso. :P
    Mas adorei o juramento em ingls. Nunca tinha lido no idioma original,e achei melhor do que eu ja gostava antes!
    E sua verso ficou tima mesmo!
    Show de bola o seu blog!

  • Borges says:

    [Comment ID #186183 Will Be Quoted Here]

    Imagina, tamos a pra isso! XD

    Humm… no tinha reparado nesse lance das cores no poema original. Bem legal a sua anlise.

    Abrao!

  • Fbio Yabu says:

    [Comment ID #186176 Will Be Quoted Here]

    No quis dizer que eu faria a mtrica igual ao original, porque a sim, seria impossvel, mas fazer algo que deixasse os versos mais uniformes. ;)

    E continuo achando “noite densa” horroroso, especialmente quando oposto a “Dia mais claro” e verso original brightest/blackest (darkest, em algumas verses), que tambm possui um sentido de “cor”, usado em vrias histrias do Lanterna, especialmente “blackest”. :P

    Mas enfim, valeu o toque! ;)

  • Borges says:

    “Noite densa” uma figura de linguagem comum, Yabu. Tambm no incomum na poesia em lngua portuguesa as rimas entre vogais tnicas abertas e fechadas, como perde / verde e estrela / bela.

    Bom, desculpa ser chato, mas sua verso respeitou apenas a rima, deixando a mtrica de lado. O poema original segue a frmula 4-4-8-8-8. Inclusive, juntando os dois primeiros versos em um s voc obtm uma quadra em octosslabo. J o seu poema segue a frmula 7-8-11-10-9.

  • Mandou bem, Yabu. Odeio trabalho de traduo mal feito e o descaso das editoras – ou dos tradutores – em alguns momentos. Sua verso ficou supimpa e poderia at vir a ser a “original” nas pginas nacionais. Parabns!



  • Twitter
  • Facebook
  • YouTube