Resenha: Lanterna Verde - YabloG!

Resenha: Lanterna Verde

agosto 18th, 2011 | Por Fábio Yabu em Resenhas

“E aí, o que você achou do Lanterna Verde?” foi a pergunta que mais ouvi essa semana. Os amigos, a esposa, os seguidores do twitter, até a imprensa, todos queriam saber qual era a minha opinião sobre o filme que esperei a vida toda para assistir. Ainda mais depois da crítica americana tê-lo esculhambado até os limites do setor espacial 2814.

Acredito que você não esteja aqui para saber detalhes técnicos do filme, número de estrelas ou nota de 0 a 10. Por isso, tentarei me prender ao essencial. Sem mais delongas: o filme começa muito bem, é irretocável durante todo seu primeiro ato. Depois, começa a apresentar falhas, que vão do sutil ao grotesco estapafúrdio. Algumas coisas saltaram quase a ponto de dilacerar as lentes 3D e perfurar meus olhos. Revendo o filme em minha mente, fica óbvio que ele foi mexido diversas vezes depois de pronto. É como a chegar em casa e ver seu armário revirado, e sentir a agonia de não saber o que está faltando.

Mas enquanto eu estava no cinema, reparei numa pessoa que tinha uma reação diferente do resto do público. Ela cerrava os punhos e dava socos no ar, suspirava ao identificar cada membro da Tropa. Para ela, os seis minutos em OA, com Kilowog, Tomar-Re e Sinestro foram como férias na casa da avó. Cada construto verde que saía do anel se tornava seu novo brinquedo favorito. A pista de Hot Wheels gigante a levou ao delírio. Essa pessoa não se importava com as erros na edição, não percebia os pixels avacalhados por toda a tela, não reparou nas crateras jurássicas no roteiro, vibrou com o juramento, bateu palmas e gritou WHUHUUU quando subiram os créditos finais.

Essa pessoa é a mesma que assistia o Lanterna Verde e os Superamigos enfrentando Sinestro e a Legião do Mal, em roteiros tão ou mais esburacados que o do filme de 2011. A mesma que achava os monstros do Jaspion assustadores, Transformers um desenho bem-feito e as roupas da Xuxa pudicas. E que hoje dança na sala com a filha no colo ao som de Balão Mágico.

Devo muito a essa criança. Ela me fez sobreviver aos momentos mais difíceis da minha vida e ser quem eu sou. Talvez você tenha uma dessas em si também, que está louca para ouvir a história do mocinho que ganha um anel mágico capaz de dar vida à sua imaginação, que vai para outro planeta e volta como super-herói. Se tiver, leve-a ao cinema. Senão, é melhor ficar em casa. Juro que não vou te culpar.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 Both comments and pings are currently closed.

24 Comentários

  • Pingback: Lanterna Verde nas rodas de bicicletas - eheheh

  • Pingback: 4in.com.br » Lanterna Verde nas rodas de bicicletas

  • Hoho says:

    ” A riqueza de detalhes em cada um tamanha que eu no me surpreenderia se essa fosse uma produo to grandiosa quanto O Senhor dos Anis. ” Fabio Yabu.

  • QUEIROZ says:

    Acho que o que eu sinto pelos filmes do Homem Aranha, o sentimento da criana que via aqueles desenhos dos anos 60 com bases de jazz e do adolescente que lia Teia do Aranha quando chegava em casa.

    Pelos trailers dava muito a sensao de ser pico o Lanterna Verde, at chegando no nvel para a poca atual de um Superman do Richard Donner, mas NOT.

    Fico esperando uma continuao melhor e se Deus quiser dirigido pelo JJ Abrams.

    Valeu Yabu

  • Rafaela says:

    Realmente estou na duvida, vi criticas boas, criticas ruins, e agora no sei o que pensar antes de ver o filme. Estou super ansiosa para ver, mas como estou sem tempo, vou ter que esperar entrar na programao da Cinemax para eu poder em casa.

  • Sanderson Santos says:

    Parabns, sou seu f!

  • Marcos says:

    Retiro a crtica que fiz abaixo. Critiquei antes de ver o filme, estava chateado com os seguidos filmes ruins da marvel, e alguns da DC. Mas Lanterna Verde MUITO BOM!
    Tudo que um leitor dos quadrinhos poderia esperar, pra mim superou at cavaleiro das Trevas. Abraos

  • Daniel Manso says:

    Uma resenha/ crtica bastante superficial e inadequada para uma pessoa to versada no Lanterna Verde.
    Sou f inconteste do Lanterna (Hal e Kyle em especial) e simplesmente vi meu tempo perdido enquanto o roteiro se desenrolava, se que desenrolou!
    Se tem personagens que simplesmente no curto so o Super, o Bandeiroso Americano e o Ciclope dos X-Man, mas o filme do Capito ficou excepcional, depois do Ferroso e do Aranha (1 filme), foi uma das melhores adaptaes considerando as licenas poticas.
    O Lanterna para ficar classificado como um filme ruim precisa melhorar um bocado!

  • Marcos says:

    No justifica. Esses filmes gua com aucar~de sesso da tarde so mal feitos por incompetncia. Com seu argumento Star Wars e Watchmen tambm deveriam ter sido infantilides. O problema que quem produz no f, fica fazendo uma histria “transformer” cheia de efeitos especiais pra arrecadar dinheiro. Tanto que a maioria das salas de cinema de Lanterna Verde so de filmes dublados e/ou em 3D, uma clara tentativa de arrecadar mais com as crianas e com as pessoas que no gostam do heri particularmente, mas vo ao cinema apenas pra se distrair. Os gibis da DC eram mais srios, no estavam comprometidos com s crianas. Os filmes de hoje so bobos e tediosos porque tentam atingir todos os pblicos (infantil, feminino, etc) e termina desagradando o PBLICO-ALVO de revistas como Lanterna Verde. Adultos que querem ver uma histria forte de fora e honra no tem pacincia pra roteiros pop.

  • Acho que exatamente como o Yabu disse, se pra ser crtco, melhor ficar em casa.

    Eu adoro o Lanterna Verde, o nico gibi que leio, mas venero o Batma (do Nolan).

    Gostei do filme, apesar das falhas. Espero que a WB seja mais cuidadosa da prxima vez, pois as Tropas Coloridas so mais complicadas de se adaptar, mas valem muito a pena de serem mostradas corretamente no cinema.

    No dia mais sombrio, Na noite mais brilhante.
    Sinta seus medos se tornarem uma luz cortante.
    Todo aquele que o correto tentar barrar,
    Arder em chamas quando… o poder de Sinestro enfrentar!

  • Pingback: "Lanterna Verde" nas rodas de bicicletas Brainstorm9

  • Primeiro, valeu pelo comentrio! Segundo: sim, a criana dentro de cada nerd vai adorar o filme. E no s, o pblico infanto-juvenil vai gostar bastante do Lanterna Verde, e vai alavancar as vendas dos brinquedos e afins. Vivemos nesse mundo comercial, onde os licenciados do mais dinheiro do que o filme em si…
    lembrei de um episdio dos Superamigos lendo sua resenha, com o Hal e o Aquaman. Eles vo salvar uns mineradores que ficaram presos numa mina que estava inundando. Resolvem a coisa pegando uma BALEIA no meio do oceano e jogando dentro da mina para abrir o caminho at os mineradores. O Hal faz um helicptero para levar a baleia at l e o Aquaman conversa com ela… Por que DIABOS o Hal j no fez a baleia de uma vez ento?!? S para o Aquaman ser til no episdio? hahaha

  • Pelo que entendi do seu texto, o f fica maravilhado de ver seu heri favorito na tela mas, ao mesmo tempo, puto por no terem tido o cuidado que deveriam.

    Vou ver amanh j esperando algo muito ruim. Quem sabe me divirto…

  • Paulo Shishio says:

    Um belo texto para evitar uma palavra: Decepo?

  • Rafael A. Lisboa says:

    … parabns. Voc conseguiu dar nota 3 ao filme com muita classe… afinal, gosto que nem brao, uns tem…

  • Lucas A says:

    sim yabu, ver esse filme levando em considerao seu amor pelo heri , tudo fica bom. capito amrica foi um filme muito abaixo do esperado, mas a minha loucura pelo heri fez eu adorar o filme(desde que eu aprendi a ler eu leio qualquer coisa do capito amrica, esperei esse filme por todos meus 16 anos). mas no podemos deixar o que foi mal feito na vitrine. lanterna verde foi um filme perfeito nos primeiros 25 minutos. depois virou pastelo. a metralhadora na cidade foi de amargar. o cara tem uma porr* de um anel do poder, solta uma maldio dum raio no bicho!
    mas tirando tudo isso, visualmente o filme me impresionou muito

  • Pr1ps says:

    Eu acho que a criana dentro de mim mais forte que minha parte adulta. Me divirto demais no cinema, mesmo sabendo o tipo de filme que estou assistind.

    Eu gostei do GL, no perfeito claro, mas achei longe der to ruim quanto toda a critica l de fora doutrinava. Toda vez que o Kilowog aparecia na tela eu dava berrinhos por dentro <3

  • Lia says:

    Awww… por isso que eu te amo :*

  • madinha says:

    Ah….chorei, sou me de um menino e as mes so bobas…

  • Fernando says:

    Poxa, poetico esse post. Muito melhor do que dar uma nota de 0 a 10.
    Mas so pra saber, pra um leigo em lanterna, o filme passa?

  • Guilherme K says:

    isso a!
    X FS DE QUADRINHOS QUE “CRESCERAM”
    mesmo assim… foi um jeito educado de dizer que voc no gostou, bro

  • bob nerd says:

    Interessante tua resenha! Mesmo tendo uma espectativa imensa em relao a esse filme, voc desconsiderou as falhas e conseguiu se divertir. E aconselha a fazermos o mesmo.
    Voc diz basicamente que se voc puder fazer isso v que vai ser uma boa diverso. Se no puder fique em casa!

  • MM4C says:

    Eu axo que devemos despir nossos intelectos antes de entrar na sala de cinema…

    por trabalharmos com o visual e por termos um conhecimento maior sobre um assunto, na maioria das vezes, deixamos de nos divertir com algo que simples.

    nada feito para fs… td feito para a grande massa.

  • Miguel Rude says:

    “Essa pessoa a mesma que assistia o Lanterna Verde e os Superamigos enfrentando Sinestro e a Legio do Mal, em roteiros to ou mais esburacados que o do filme de 2011″
    Putz, q mancada….eu disse ao meu filho que achei tron legado uma merda… e ele gostou…esqueci de ver com os olhos dele o que vi na globo o tron original.



  • Twitter
  • Facebook
  • YouTube