YabloG! - Blog do escritor Fábio Yabu

Palhaçada!

maio 10th, 2006 | Por Fábio Yabu sob Resenhas - (2 comentários)

Taí. Ídolos descambou de vez e virou palhaçada. Na primeira vez foi engraçado, com a segunda a gente até deu uma colher de chá, mas agora a Tidinha vai aparecer DE NOVO no programa amanhã.

Incrível a capacidade do SBT de pegar idéias legais e desintegrá-las até o último átomo. Só espero que o SuperNanny, que tem andado bem legal não vá pro mesmo caminho…

American Dreamz

maio 4th, 2006 | Por Fábio Yabu sob Resenhas - (2 comentários)

Melhor pôster de filme dos últimos anos:

americandreamz.jpg
“Imagine um país onde o presidente nunca lê o jornal, onde o governo vai à guerra por todos os motivos errados e há mais pessoas votando no próximo ídolo pop do que no próximo presidente.”

O site oficial e o trailer são impagáveis. Veja aqui.

Quem tem dúvidas de que ela é a nova American Idol?

kath-01-2006-4-25.jpg
E o pior é que canta muito! Como se precisasse!!

Estou completamente catatônico!

Ídolos tinha começado mediano em seus primeiros programas, com ninguém nem muito bom e nem muito ruim para nos divertir. As manobras foram feitas e logo na segunda semana o programa melhorou, trazendo à tona o espírito de entretenimento de American Idol. Se não fossem os comerciais da Marabrás e com o Bozo da Tele Sena, você até esquecia que estava vendo SBT.

Mas ele estava lá, meus amigos, escondido em algum lugar. Esperando todos baixarem a guarda para atacar violentamente. E hoje com aquela carinha de coitado, desnutrido, analfabeto, maltrapilho, mambembe… aquela carinha de quem vai todo sábado na 25 de Março… aquela carinha de… pobre do SBT apareceu com tudo, e explodiu pelos ares aquele que poderia ser o programa mais comentado da TV brasileira.

Levou tudo embora. Não há mais esperanças para o programa, que já começa num dia de jogo São Paulo e Palmeiras, com o pé na cova.

Gente. Foi horrível.

A pobreza estava lá, esparramada para todos os lados pra quem quisesse ver. Cenário? Pobre! Iluminação? Pobre! Câmera? Pobre! Faltou só os copos de requeijão na mesa dos jurados para fechar com chave de ouro.

Me parecia que não tinha uma pessoa contratada para dirigir o programa! A edição toda esculhambada, as câmeras mal posicionadas, o cenário minúsculo!

E os apresentadores então? Totalmente artificiais, ensaiadinhos, não batiam uma palma sequer que soasse espontânea! Patéticos. Quando tudo não podia ficar pior a apresentadora começa a fingir que está chorando(!!!!!!!!), numa performance que indicaria Suzane Richtofen ao Oscar! Meu Deus!

E os candidatos? Eu nunca vi tanta gente feia junto! É claro que um ídolo não precisa necessariamente ser bonito, mas também pera lá, né? Tinha um menino lá que não conseguia olhar com os dois olhos na mesma direção! Musicalmente também estava fraquíssimos, sem que um único se sobressaísse. Os arranjos também não ajudaram nada.
Aliás, que os arranjos? Meu, em American Idol os caras tocam com uma orquestra gigantesca, backing vocals, até com o QUEEN eles tocaram! Agora no Ídolos tinha só um pianinho. UM único piano, miserável e remendado com fita crepe!
NÃO TINHA PLATÉIA! Onde já se viu show sem platéia, Minha Nossa Senhora dos Pacotinhos? Era só o “Ídolo”, lá, totalmente perdido e faminto, na frente dos jurados que com exceção do Miranda repetiam frases como um boneco do Shrek!

Aaaaaahh! Um desastre completo. Parecia campanha do Fome Zero, onde você liga para dar dinheiro pros cantores poderem pelo menos comer no Habib’s. Porque parece que nem isso eles puderam, dadas as carinhas de fome! E as bombonieres com doces em cima da mesa? Tem coisa mais pobre que isso?
Se eu fosse a Freemantle eu recindiria o contrato com o SBT por eles terem transformado o programa mais legal e glamuroso da TV americana num pastiche desnutrido.

Estou muito triste. Daí eu mudo de canal, coloco na Sony e vejo o original com ninguém menos que Andrea Boccelli cantando junto com os candidatos. Não dá para comparar, né?

Parei, viu. Infelizmente. E a Tidinha nem apareceu pra salvar o dia! Parece que vai ser só amanhã… mas não sei se vou ter estômago pra aguentar.

Muito, muito, mas muito bonito MESMO o novo trailer do Super-Homem. Não vou nem falar que se está bem feito ou fiel aos outros filmes, pois isso é indiscutível.

O que mais me impressionou foram as cores, a fotografia e o clima retrô do trailer (sem falar do irretocável tema original de John Williams e da aparição relâmpago de Marlon Brando), que guardadas as devidas proporções me lembrou Capitão Sky e o Mundo do Amanhã. As sombras são meio amarronzadas, meio cinzas, e a luz amarelada… uau.

3-13.jpg
(Não quero que duvidem da minha masculinidade, mas olha só esse cabelo da Lois! A iluminação! DI-VI-NO!)

Outra coisa que estou achando curiosa é o quanto a Warner está “segurando” informações sobre o filme. Temos apenas dois trailers a pouco mais de um mês da estréia e pouquíssimas fotos se comparadas com X-Men 3. Mesmo nos dois trailers o Super-Homem aparece pouco.

Meu amigo Érico Borgo, do Omelete, visitou o set de filmagens em Sidney, Australia, e contou deliciosos detalhes sobre a história que as pessoas sequer imaginam. É lógico que não vou contar nada, vocês vão ter que esperar a resenha oficial do Omelete. Mas se for metade do que o Érico descreveu, dá pra entender perfeitamente o porquê de todo o mistério: o filme simplesmente se garante!

13p.jpg

Sabe que eu nem acho o Brandon Routh (pronuncia-se ráuph, como mouth) muito parecido com o Super-Homem ou com Cristopher Reeve? Mas acho que temos que considerar duas coisas: a primeira é que Cristopher Reeve jamais terá um substituto à altura porque sua imagem está praticamente tatuada no subconsciente mundial como o verdadeiro Super-Homem. Qualquer um que viesse depois dele seria comparado e inevitavelmente perderia. A segunda é que trata-se de um filme novo, para uma geração nova, com novos padrões de beleza e também culturais. É só ver a nova Lois Lane e sua carinha de moradora de The O.C..

Enfim, vamos ao trailer:

http://www.apple.com/trailers/wb/supermanreturns/trailer2/large.html

Como estou esperando o American Idol dessa semana chegar à Internet, resolvi traduzir o danado para quem não fala inglês:

Narrador: In the City of Tomorrow… ONE MAN…
(brincadeira, brincadeira)

Capanga de Luthor ao rádio: Sr. Luthor, estamos nos aproximando das coordenadas.
Luthor na Fortaleza da Solidão: Aqui é onde ele aprendeu quem ele era. Aqui é onde ele veio procurando orientação.
Luthor: Diga-me tudo.
Lois Lane: Vamos começar com a grande pergunta: aonde você foi?
Martha Kent: Seu pai costumava dizer que você foi mandado para cá por um motivo… mas o mundo sempre precisa de bons repórteres…
Perry White, no Planeta Diário: Eu quero saber tudo. Olsen, quero ver fotos dele em todos os lugares.
Lois: Clark! Bem vindo de volta! Estou vendo que você já conheceu o “munchkin”(?)
Clark: Olá!
Jimmy Olsen: A destemida repórter Lois Lane é mamãe… mas se você quer saber, ela ainda é apaixonada pelo você-sabe-quem…
Perry White: Ele ainda defende a verdade? A justiça? Essas coisas?
(Manchete do jornal: O Homem de Aço está de volta. Super-Homem aparece do nada para salvar ônibus espacial da destruição).
Perry White: O Super-Homem voltou.
Lois, p da vida: Como você pode nos abandonar daquele jeito?
Super-Homem: Não é fácil para mim viver minha vida sendo quem eu sou… guardando segredos.
(Nota: Repare que a voz dele muda!)

Lois: O mundo não precisa de um salvador. E nem eu.
(Nota: Ai. Ouvir isso da namorada dói. Acredite!)

Luthor: Adeus, Super-Homem.
Lois: Lex Luthor.
Jason: Você é careca.
Luthor: Garoto bonitinho. Venham comigo, vocês não vão querer perder isso.
Clark: O que aconteceu?
Jimmy: Lois e Jason estão desaparecidos.
Luthor: Eu tenho tecnologia alienígena avançada!
Lois: Mas milhões de pessoas vão morrer!
Luthor: BILHÕES!
Luthor: Vamos lá, quero ouvir você dizer, só uma vez.
Lois: Você é louco!
Luthor: Não!! Ha ha, a outra coisa!
Lois: O Super-Homem nunca vai…
Luthor: NÃAAAO! ERRADO!!!
Luthor: Manda ver!
Letreiro: 30 de junho, olhe para o céu!
Perry White: O que você tem aí, Olsen?
Jimmy Olsen: Olhe, no céu, chefe!
Lois: É um pássaro.
Perry White: É um avião!
Jimmy Olsen: Não! Olhe, é o…
Clark: Você queria falar comigo?

Enquanto o filme mais aguardado do ano não chega, você pode conferir os Video Blogs de Bryan Singer em português, exclusividade do Omelete no Brasil, aqui.

  • Twitter
  • Facebook
  • YouTube