YabloG! - Tag Archive - Green Lantern

Resenha: Lanterna Verde

agosto 18th, 2011 | Posted by Fábio Yabu in Resenhas - (24 Comments)

“E aí, o que você achou do Lanterna Verde?” foi a pergunta que mais ouvi essa semana. Os amigos, a esposa, os seguidores do twitter, até a imprensa, todos queriam saber qual era a minha opinião sobre o filme que esperei a vida toda para assistir. Ainda mais depois da crítica americana tê-lo esculhambado até os limites do setor espacial 2814.

Acredito que você não esteja aqui para saber detalhes técnicos do filme, número de estrelas ou nota de 0 a 10. Por isso, tentarei me prender ao essencial. Sem mais delongas: o filme começa muito bem, é irretocável durante todo seu primeiro ato. Depois, começa a apresentar falhas, que vão do sutil ao grotesco estapafúrdio. Algumas coisas saltaram quase a ponto de dilacerar as lentes 3D e perfurar meus olhos. Revendo o filme em minha mente, fica óbvio que ele foi mexido diversas vezes depois de pronto. É como a chegar em casa e ver seu armário revirado, e sentir a agonia de não saber o que está faltando.

Mas enquanto eu estava no cinema, reparei numa pessoa que tinha uma reação diferente do resto do público. Ela cerrava os punhos e dava socos no ar, suspirava ao identificar cada membro da Tropa. Para ela, os seis minutos em OA, com Kilowog, Tomar-Re e Sinestro foram como férias na casa da avó. Cada construto verde que saía do anel se tornava seu novo brinquedo favorito. A pista de Hot Wheels gigante a levou ao delírio. Essa pessoa não se importava com as erros na edição, não percebia os pixels avacalhados por toda a tela, não reparou nas crateras jurássicas no roteiro, vibrou com o juramento, bateu palmas e gritou WHUHUUU quando subiram os créditos finais.

Essa pessoa é a mesma que assistia o Lanterna Verde e os Superamigos enfrentando Sinestro e a Legião do Mal, em roteiros tão ou mais esburacados que o do filme de 2011. A mesma que achava os monstros do Jaspion assustadores, Transformers um desenho bem-feito e as roupas da Xuxa pudicas. E que hoje dança na sala com a filha no colo ao som de Balão Mágico.

Devo muito a essa criança. Ela me fez sobreviver aos momentos mais difíceis da minha vida e ser quem eu sou. Talvez você tenha uma dessas em si também, que está louca para ouvir a história do mocinho que ganha um anel mágico capaz de dar vida à sua imaginação, que vai para outro planeta e volta como super-herói. Se tiver, leve-a ao cinema. Senão, é melhor ficar em casa. Juro que não vou te culpar.

Pre-teaser do Lanterna Verde

novembro 14th, 2010 | Posted by Fábio Yabu in Resenhas - (8 Comments)

Tá quase! As primeiras cenas do filme do LANTERNA VERDE acabam de ser divulgadas pelo ET – apenas 30 segundos do trailer que será exibido essa semana antes de Harry Potter e o Segredo de Whatever.

Bom, se já é arriscado julgar um filme pelo trailer, o que ser dirá de apenas 30 segundos. Ainda é cedo para emitir qualquer opinião, e é lógico que já tem nerd esperneando, reclamando da roupa, do ator, do roteiro que ninguém conhece ainda.

Eu, parcimonioso e evoluído que sou, vou  manter minha expectativa controlada sobre essa OBRA PRIMA ENVIADA PELOS CÉUS DESTINADA A SALVAR A RAÇA HUMANA E SER O MELHOR FILME DE SUPER-HERÓI TODOS OS TEMPOS!

Comento, abaixo, algumas coisas que me chamaram a atenção nesses maravilhosos 30 segundos:

O uniforme parece funcionar bem na tela. Ele realmente parece de energia, e não somente um tecido verde, como é nos gibis. Faz todo o sentido. Repare que a bateria está sobre a mesa. Ou você achou que era uma Heinekken?

O anel não tinha muito segredo, e vai ser bem fiel ao da Tropa dos quadrinhos, sem o círculo que envolve alguns anéis como o de Hal.

Me chamou a atenção o fato do voo do Hal ser meio tremido, como se ele estivesse aprendendo a dominar o anel. Também curti a aura de energia ser meio esfumaçada.

SINESTRO. Atrás dele, um anel gigante, talvez usado por Mogo em uma montanha.

KILOWOG, POOZERS! Achei simplesmente perfeito. Repare como o tom de verde do uniforme dele difere do de Hal.

OA?

Aqui, Hal Jordan ensina aos desenhistas de quadrinhos como o punho realmente se parece em perspectiva.

Aqui um ponto polêmico: a máscara. Ainda não estou 100% convencido, e acho que teremos uma impressão mais definitiva quando o trailer for divulgado.

Assista às cenas abaixo:

Meus custom created characters em Soul Calibur 4

outubro 26th, 2009 | Posted by Fábio Yabu in Sem categoria - (7 Comments)

IMG_0328
Lanterna Verde – quem precisa de DC Vs. Mortal Kombat?

Estou simplesmente alucinado com Soul Calibur 4. Será esse o melhor jogo de luta para o PS3 até agora? Bom, todos sabem o quanto eu adoro Street Fighter 4, mas a série Soul Calibur sempre esteve no páreo entre minhas sessões de porradaria favoritas. Não apenas pela jogabilidade fantástica, mas por mostrar que um jogo de luta também pode ter uma história interessante.

Mas confesso que o que estou achando mais legal em SC 4 não são as lutas ou os gráficos, mas a possibilidade de criar seu próprio personagem – que perdi em SC3 por ter sido exclusivo para o PS2. É uma pena que eles não possam ser disponibilizados online (triste como os games sempre chegam atrasados nas redes sociais), então, na falta de uma ferramenta mais apropriada, veja as fotinhas que tirei das minhas criações. Tem pra todos os gostos: de X-Men a Caverna do Dragão, passando por Sailor Moon e Transformers!

:)

(mais…)

Nem vou ter a cara de pau de começar esse post dizendo que estou sumido, que tô cheio de trabalho, yadda yadda yadda. Porque você já deve imaginar que estou sumido porque tô cheio de trabalho e yadda yadda yadda. Então, let’s cut the crap e ir ao que interessa: Lanterna Verde!

Sim, meus amigos, minhas amigas! Estamos vivendo na Era Esmeralda! Como diria nosso presidente, NUNCA NA HISTÓRIA DESSE PAÍS O BRASILEIRO TEVE TANTO LANTERNA VERDE!! Já não era sem tempo do nosso querido herói ocupar seu merecido lugar na cultura pop mundial. É DVD, é Blackest Night, é filme com Ryan Reynolds… vamos dar uma atualizada no panorama verde:

Evento sábado: Lançamento do DVD “O primeiro voo” com Ivan Reis e… eu!

ivan

Neste sábado, dia 22 de agosto às 18h00, tem um evento mega-boga na Livraria Cultura do Shopping Villa-Lobos (SP). Eu e o  Ivan Reis (atual desenhista da mini Blackest Night nos EUA) vamos trocar uma idéia sobre o nosso herói favorito. Vou fazer de tudo para arrancar spoilers do danado, além de levar um monte de gibi pra autografar. Não perca, vai ser legal. Se aparecer bastante gente, quem sabe a gente não recita o juramento do Lanterna Verde e bate o recorde mundial?

Nerdcast #174: Lanterna Verde e o Arco-íris de energia

Pra quem ainda não ouviu, está no ar o Nerdcast #174, com minha participação, onde explico um pouco sobre a riquíssima mitologia do Lanterna Verde. As origens do personagem, sua controversa queda e seu grandioso retorno ao centro do universo DC. Ficou bem engraçado e informativo, ouça aqui.

tirinha

Tem também a genial tirinha do Leandro Caracciolo, onde apareço como o Lanterna Verde da Terra, enfrentando o terrível Azaghâl.

Review: Blu-Ray de First Flight/O primeiro voo

gl_first_flight

Recebi da Warner o blu-ray do filme “First Flight” (O primeiro voo), a primeira aventura solo do herói. Vamos às minhas impressões, das quais falarei mais no evento no sábado.

Há que se fazer uma consideração: existem duas visões sobre o Lanterna Verde. A primeira, dos quadrinhos, tem mais de 50 anos de histórias, uma extensa galeria de vilões e personagens coadjuvantes. A segunda, é a das versões para a TV, que nunca teve o mesmo espaço para ser tão desenvolvida, nem mesmo na série da Liga da Justiça, produzida pelo lendário Bruce Timm.

As versões para a TV sempre deixaram algo de fora. Um exemplo é o “combustível” dos anéis, a força de vontade. Esse elemento sequer foi citado na série da Liga, onde o Lanterna Verde Jonh Stewart apenas usava o anel para fazer raios e bolhas de energia. Tudo é rápido e direto ao ponto; é um Lanterna diferente dos quadrinhos, mais simples, assim como aquele que muitos conheceram no tempo dos Superamigos.

Dito isso, percebe-se novamente a influência de Bruce Timm no longa animado, aparentemente destinado a quem conhece pouco ou nada do personagem. Logo nos primeiros minutos do filme, Hal Jordan recebe seu anel do moribundo Abin Sur e já sai usando seus poderes. A Tropa, liderada pelo vilão Sinestro (que é o verdadeiro protagonista), aparece logo em seguida e já o leva para o planeta OA.

A partir daí, tudo acontece rápido e rasteiro. Junto com seu novo mentor, Sinestro, Hal deve encontrar o assassino de Abin Sur, sem imaginar as traições e reviravoltas que virão em seguida. Apesar de simplificado, o personagem está bem caracterizado, ele é inexperiente e tem a arrogância dos que não tem medo de nada. Ele usa o anel de maneira criativa, fazendo tentáculos, canhões e o melhor, uma cadeira de bar para escorraçar um vilão.

Faltaram algumas coisas, é verdade, mas aí entramos na cinzenta (e booooring) discussão das diferenças entre os quadrinhos e os filmes. Do ponto de vista estritamente cinematográfico, o filme tem algumas quebras de ritmo que deixam os expectadores esperando por mais. Em compensação, a animação é belíssima. Finalmente pudemos ver na telinha toda a riqueza de personagens da Tropa, além de um quebra-pau homérico entre Hal e Sinestro. Os fãs também vão se deleitar com as participações especiais de membros como Kilowog, Arisia, Tomar-Re e até o novato Isamot, thanagariano criado pelo escritor Peter Tomasi (repare no nome invertido).

Enfim, o longa não é perfeito, mas deve agradar tanto as fãs quanto aos novatos, e serve como um ótimo aquecimento para o filme live action em produção. O ator Ryan Reynolds, que fez o Deadpool no filme do Wolverine e o Hannibal King em Blade 3 vai usar o anel energético. Eu estou otimista – principalmente porque, depois de Cavaleiro das Trevas, a DC/Warner aprendeu como fazer filmes de super-heróis.

Extras do Blu-Ray

A versão blu-ray vem recheada de extras imperdíveis, incluindo:

  • Behind the story with Geoff Johns: o escritor mais importante do Lanterna Verde desde Alan Moore fala sobre a mitologia do personagem. É bem bacana.
  • A look at the symbolism of the Ring (Exclusividade Blu-Ray): como Tolkien, Alladin e outras histórias influenciaram a criação do Lanterna Verde. MUITO legal.
  • Blackest Night: Behind the Scenes: Geoff Johns fala mais sobre a saga mega-boga Blackest Night. Bacaninha, mas tem muito disso no próprio site da DC.
  • Episódios bônus: o blu-ray ainda vem com 6 episódios bônus: 5 da Liga da Justiça de Bruce Timm, e o sensacional episódio de Duck Dodgers, onde o Patolino encontra o anel do Lanterna Verde.

daffyasthegreenlantern

Infelizmente, não há legendas ou dublagem em português, nem no filme, nem nos extras. Por enquanto, só o DVD simples deve ser lançado por aqui.

dvd
Tá baratinho, R$ 29,00, na Submarina. Compra e ajuda meu lodjinha da Yabud!

green_lantern_trailer

AAAAHHHHHH!

Eu disse:

AAAAHHHHHH!

Saiu o primeiro trailer para o filme em DVD do herói mais chuta bundas de todos, o LANTERNA VERDE! Pena que o Yahoo é tão burrinho e Web 1.0, e não deixa embedar o arquivo. Então, erga seu anel, faça seu juramento e assista agora a uma das animações mais lindas que já vi na VIDA! Green Lantern: First Flight.

chrispineA animação servirá de aquecimento para o filme live-action do herói, que começa a ser rodado em setembro, na Austrália. Ainda não se sabe quem usará o anel energético, mas um dos candidatos mais fortes é o ator Cris Pine, o bonitão aí da foto, que também será o novo Capitão Kirk em Star Trek.

O que eu acho disso? Hmmm, honestamente, acho ele um pouco novo pro papel. Pra mim, Hal Jordan deveria ser interpretado por um cara mais velho, não esses modelos que viraram ator, mas enfim, você sabe como é Hollywood. A direção será de Martin Campbell, que fez Cassino Royale, então acho que estou ganhando motivos para ficar otimista! Vamos aguardar! :D

  • Twitter
  • Facebook
  • YouTube